© PHOLHAS PRODUÇÕES

2019

www.pholhas.com.br 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon

NUNO MINDELIS &

THE CREAM CRACKERS

Voltar para "Paulinho Fernandes"
Voltar para "Paulinho Fernandes"
Voltar para "Paulinho Fernandes"

Pré "Cream Crackers"

Após o término da banda "Rockterapia", Paulinho Fernandes foi convidado em 1989 pelo “bluesman” Nuno Mindelis para fazer uma participação especial, na bateria, em 6 faixas do LP (vinil) “Blues & Derivados”, considerado um dos melhores trabalhos de Nuno, tornando-se "cult" inclusive e só existindo, atualmente, praticamente na mão de colecionadores. A gravação foi feita em São Paulo - SP, no estúdio Origem em 16 canais.

Nuno Mindelis and The Cream Crackers

Após as gravações de “Blues & Derivados”, Paulinho e Nuno ficaram sem se ver durante algum tempo; enquanto isso o "bluesman" montava sua nova banda de apoio, já pensando no novo CD o qual viria a ser o “Long Distance Blues”. No início de 1991, Nuno reencontrou Paulinho e o convidou para participar da nova banda "The Cream Crackers" com a seguinte formação: Fábio Colombini – guitarra/violão; Jefferson Bergamini (Jeff) – baixo; José Roberto G.Bohn – teclados/órgão Hammond; Thiago Cerveira - gaita; Paulinho Fernandes – bateria. Nuno escreveu em seus agradecimentos nas páginas internas do CD: “Não há dúvida de que os opostos, longe de se afastarem definitivamente, acabam por se encontrar, como a vida e a morte. Prova disso é a aparente oposição entre a poesia de um Robert Johnson, pela sua extrema simplicidade, e a de um Fernando Pessoa, por exemplo. A primeira, de tão simples, é de extrema profundidade; a segunda, de tão profunda, é de extrema simplicidade. O mesmo ocorre em relação ao blues, enquanto gênero musical. É simples, mas por isso mesmo, profundo e nada fácil.”

"Long Distance Blues" foi gravado nos estúdios Mosh em maio/junho/julho 1992, em 24 canais, com produção da Movie Play Brasil. Uma curiosidade: o esplêndido solo de gaita de J. J. Milteau na música "It’s your fault", que abre o CD, foi gravado no Soft Studio em Paris no dia 29/06/92 em cima da base já pronta levada pelo Nuno em fita de 2 polegadas. Paulinho usou nas gravações uma bateria Pearl Elite, azul, com bumbo de 20”, dois tontons de bumbo e dois de chão, nas medidas de 10/12/14/16 polegadas, com peles Pin Stripe, e caixa Ludwig 14/6,5’’. Paulinho ainda diz – “Tocar um shuffle é algo indescritível, pega na alma”.

Voltar para o topo
Voltar para o topo
Voltar para o topo