TIJOLINHO

A música foi composta em 1964 por Bitão quando tinha 13 anos. Bobby De Carlo a gravou em 1966, no auge da “Jovem Guarda”, fazendo enorme sucesso. Posteriormente vários artistas a regravaram: "Os Vips", "Golden Boys", "The Fevers", "Harmony Cats", "Polegar", grupo "Raça Negra" que gravou em ritmo de pagode, "Brunno Carvalho" (com a participação de  Bitão no violão), etc.

TIJOLINHO"

Wagner Benatti (Bitão)

 

SEI QUE SE ESPERAR MAIS UM POUQUINHO,

MEU AMOR E O MEU CARINHO

A VOCE VOU DAR,

SEM ME ARREPENDER

 

DEMOREI MAS ENCONTREI VOCÊ,

QUE É SINCERA,

E AGORA JÁ NÃO QUERO MAIS

ESTA LONGA ESPERA, PORQUE...

 

VOCÊ É MEU AMORZINHO

VOCÊ É MEU AMORZÃO

VOCÊ É O TIJOLINHO,

QUE FALTAVANA MINHA CONSTRUÇÃO...

É VERDADE, É VERDADE, É VERDADE..

--------------------------------------------------

Letra original de "Tijolinho" (1)

Letra original de "Tijolinho" (1)

Manuscrito da letra original de "Tijolinho", onde pode-se ver a data, na página da agenda, em que foi escrita: 12 de setembro de 1964, sábado.

Letra original de "Tijolinho" (2)

Letra original de "Tijolinho" (2)

Continuação do manuscrito da letra original de "Tijolinho".

Borderô Direito Autoral

Borderô Direito Autoral

Borderô de pagamento do primeiro direito autoral recebido por Bitão pela música "Tijolinho", 1967, Editora Vitale.

Letra original (1964)

OUÇA A GRAVAÇÃO ORIGINAL

TIJOLINHO - Bobby de Carlo
00:00 / 00:00

Capa do LP Bobby de Carlo de 1967, com a música "Tijolinho"

Capa do 2° compacto simples de Bobby de Carlo com as musicas “Teimosa” e “A boneca que diz não”, esta uma versão de "La Poupée qui fait non" de Michel Polnareff.

 

© PHOLHAS PRODUÇÕES

2020

www.pholhas.com.br 

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon